Pular para o conteúdo

PIX: a revolução dos pagamentos instantâneos e a transformação financeira global

PIX: O futuro dos pagamentos globais – uma transformação digital liderada pelo PIX

No cenário atual dos pagamentos globais, uma revolução está em andamento. Esta transformação é amplamente liderada pelo sistema de pagamentos instantâneos conhecido como PIX no Brasil. No episódio do AmplificaCast, Orli Machado, fundador global e CEO da empresa que implementou o PIX, compartilha sua visão sobre o futuro dos pagamentos globais, a trajetória de sua carreira e os desafios enfrentados no setor financeiro. Este artigo explora em detalhes os pontos discutidos durante a conversa e analisa como os pagamentos instantâneos estão moldando o futuro das transações financeiras em todo o mundo.

A evolução do PIX: um marco nos pagamentos instantâneos

O PIX, embora tenha sido lançado oficialmente há poucos anos, teve sua concepção iniciada em 2017. Orli Machado destaca que a implementação do PIX exigiu um esforço significativo de especificação e colaboração com o Banco Central do Brasil. “As pessoas acham que o PIX nasceu agora, mas ele começou lá em 2017,” explica Orli, destacando a complexidade envolvida em garantir que o sistema funcionasse perfeitamente. O desenvolvimento do PIX não foi apenas um avanço tecnológico, mas também uma transformação estrutural que mudou a forma como as transações financeiras são realizadas no Brasil.

O PIX é um exemplo claro de um movimento global em direção aos pagamentos instantâneos. “Globalmente, cada geografia está adotando seu próprio sistema de pagamentos instantâneos,” comenta Orli. Nos Estados Unidos, o equivalente ao PIX é chamado de FedNow, enquanto na Europa é conhecido como TIPS. Orli acredita que, até 2030, a maioria das economias estará interligada através desses sistemas, permitindo transações instantâneas e simplificadas entre países.

A jornada de Orli Machado no setor financeiro

Orli Machado compartilha que sua jornada no setor financeiro começou de forma inusitada. “O cigarro salvou minha vida,” brinca ele, referindo-se ao fato de que o hábito de fumar o afastou dos esportes e o levou a se interessar por tecnologia. Trabalhando como assistente em uma indústria farmacêutica, ele aproveitou a oportunidade de fazer cursos de programação oferecidos pela empresa. Com apenas 19 anos, já era gerente de desenvolvimento e logo se destacou no mercado. Essa mudança de carreira para a tecnologia abriu portas para Orli e o colocou no caminho para se tornar um líder no setor financeiro.

“Participei de todos os projetos de automação bancária no Brasil,” comenta Orli, referindo-se ao período em que trabalhou na IBM durante a reserva de mercado, quando a importação de produtos de informática era restrita. Ele participou do desenvolvimento dos primeiros caixas eletrônicos e máquinas de dispensar dinheiro e talões de cheque. Essa experiência foi fundamental para a carreira de Orli, pois permitiu que ele adquirisse conhecimento e expertise em tecnologias bancárias e financeiras inovadoras.

Orli também fala sobre sua experiência na Sterling Software, uma divisão da IBM, onde gerenciou projetos para as 100 principais instituições financeiras globais. “Chegou um momento em que precisei decidir entre mudar para Londres ou continuar no Brasil,” diz ele, explicando que optou por permanecer no país e aproveitar as oportunidades de crescimento no mercado local. Essa decisão foi crucial para Orli, pois ele pôde continuar contribuindo para o desenvolvimento do setor financeiro brasileiro e ao mesmo tempo, expandir sua influência global.

A decisão de empreender e a criação da CM Software

A decisão de empreender surgiu após sua saída da IBM. “Comecei a CM Software,” conta Orli, explicando que aproveitou a experiência acumulada para criar soluções inovadoras para o setor financeiro. A empresa rapidamente conquistou clientes e se estabeleceu como líder no mercado. A CM Software foi fundamental na implementação do PIX e continua a desempenhar um papel crucial no desenvolvimento de tecnologias financeiras no Brasil e no mundo.

Orli destaca a importância da preparação e da visão de longo prazo. “É preciso identificar onde você quer sentar amanhã,” aconselha ele, enfatizando a necessidade de planejar a carreira e desenvolver habilidades de gestão e liderança. Ele também ressalta a importância de estar atento às transformações do mercado e às necessidades dos clientes. “Eu faço o que gosto, então para mim não é difícil,” comenta ele, destacando a importância de encontrar prazer no trabalho.

A rotina de trabalho de Orli Machado

Falando sobre sua rotina de trabalho, Orli revela que começa o dia às 5 da manhã e trabalha em média 14 horas por dia. “Eu faço o que gosto, então para mim não é difícil,” comenta ele, destacando a importância de encontrar prazer no trabalho. Ele também enfatiza a necessidade de manter um equilíbrio saudável entre a vida profissional e pessoal. Orli pratica exercícios regularmente e busca manter uma rotina que lhe permita ser produtivo e saudável.

Os desafios do setor financeiro

Orli também discute a complexidade de operar no setor financeiro, que é altamente regulado e exige conformidade com diversas regras e normativas. “Trabalhar no mercado financeiro é lidar com tudo de ruim e tudo de bom,” diz ele, explicando que a concorrência é menor devido à barreira técnica, mas as exigências são elevadas. A capacidade de navegar por essas regulamentações e ao mesmo tempo inovar é um dos principais desafios enfrentados por empresas no setor financeiro.

Inovações futuras nos pagamentos globais

Em termos de inovações futuras, Orli prevê que, em breve, será possível fazer compras internacionais usando PIX, eliminando a necessidade de cartões de crédito e facilitando as transações globais. “Acredito que até o final do ano já teremos esses casos no ar,” afirma ele. Essa inovação tem o potencial de simplificar significativamente as transações internacionais, tornando-as mais rápidas e acessíveis.

Orli compartilha sua visão sobre a internacionalização das empresas. Ele destaca a importância de entender o mercado-alvo, construir relacionamentos com os principais players e adaptar-se às diferenças culturais. “Se você é autoral e agrega valor, vá em frente,” encoraja ele, enfatizando o potencial de crescimento no mercado global. Internacionalizar uma empresa exige não apenas conhecimento técnico, mas também uma compreensão profunda das dinâmicas culturais e regulatórias de cada mercado.

A importância da liderança e do desenvolvimento pessoal

Orli também enfatiza a importância da liderança e do desenvolvimento pessoal. “Você precisa desenvolver habilidades de gestão e liderança,” diz ele, explicando que ser um bom técnico não é suficiente para alcançar posições de liderança. Ele aconselha os profissionais a identificarem onde querem estar no futuro e a trabalharem para desenvolver as habilidades necessárias para alcançar esses objetivos. “É preciso planejar a carreira e se preparar para as oportunidades que surgirem,” afirma ele.

O impacto do PIX na vida das pessoas

O impacto do PIX na vida das pessoas é significativo. “O PIX revolucionou a forma como fazemos transações financeiras,” explica Orli. Com o PIX, as transações podem ser realizadas instantaneamente, a qualquer hora do dia, eliminando a necessidade de esperar por horários específicos para realizar transferências. Isso não apenas facilita a vida dos consumidores, mas também abre novas oportunidades para as empresas, permitindo que ofereçam serviços mais eficientes e convenientes.

Orli também destaca que o PIX tem o potencial de promover a inclusão financeira. “O PIX permite que pessoas sem conta bancária ou com acesso limitado a serviços financeiros possam realizar transações de forma fácil e rápida,” diz ele. Isso é particularmente importante em países em desenvolvimento, onde muitas pessoas ainda não têm acesso a serviços bancários tradicionais. O PIX pode ajudar a trazer essas pessoas para o sistema financeiro formal, oferecendo-lhes uma maneira segura e eficiente de realizar transações.

A visão de longo prazo para o PIX e os pagamentos globais

Orli acredita que o futuro dos pagamentos globais será cada vez mais interligado e instantâneo. “Até 2030, a maioria das economias estará interligada através de sistemas de pagamentos instantâneos,” afirma ele. Isso permitirá que as pessoas realizem transações internacionais com a mesma facilidade com que fazem transações locais. “Você poderá começar uma transação no Brasil usando PIX e terminar nos Estados Unidos com FedNow,” explica Orli.

Essa interconexão global não só facilitará o comércio e os negócios internacionais, mas também promoverá a inclusão financeira em uma escala global. “Os sistemas de pagamentos instantâneos têm o potencial de conectar economias e promover a inclusão financeira em todo o mundo,” diz Orli. Ele acredita que à medida que mais países adotarem esses sistemas, veremos uma redução nas barreiras financeiras e uma maior facilidade nas transações internacionais.

Conclusão: o futuro dos pagamentos globais

A transformação dos pagamentos globais está em pleno andamento, liderada por inovações como o PIX. Orli Machado, com sua vasta experiência e visão estratégica, está na vanguarda dessa revolução. A implementação do PIX no Brasil é apenas o começo de uma mudança maior que promete interligar economias e facilitar transações em todo o mundo. Com uma visão clara e um compromisso com a inovação, Orli continua a liderar e influenciar o futuro dos pagamentos globais.

À medida que avançamos para um futuro onde os pagamentos instantâneos são a norma, a importância de sistemas como o PIX se torna cada vez mais evidente. A capacidade de realizar transações de forma rápida, segura e eficiente tem o potencial de transformar economias, promover a inclusão financeira e facilitar o comércio internacional. Com líderes como Orli Machado guiando o caminho, o futuro dos pagamentos globais parece brilhante e promissor.

Converse com um de nossos especialistas 👇
Clique aqui para agendar uma reunião!

Assista também aos nossos episódios de podcast:
AmplificaCast