Uber começa oferecer serviços de patinetes elétricos na zona sul de São Paulo

No início desta semana (2), o app de transporte Uber lançou oficialmente seu serviço de patinetes elétricos na cidade de São Paulo. Serviço que já podia ser encontrado na baixada santista, em Santos. A empresa obteve a autorização de utilização do serviço desde o dia 24 de janeiro. Só estava acertando os últimos detalhes para o público em geral começar a utilizar de fato. 

Como funciona: 

Basta abrir o aplicativo e mudar a opção do veículo para patinete na parte inferior da tela. A partir disso, as unidades disponíveis vão ficar visíveis para os usuários no mapa, tarefa que já ocorre com os carros. Além disso, o patinete pode ser reservado com limite de 15 minutos para desbloqueio do equipamento. O desbloqueio é feito através de escaneamento ou digitação de um código. O preço será de R$ 0,90 por minuto, e diferentemente do serviço em Santos, não será necessário pagar para desbloquear o veículo. 

Entretanto, o serviço ainda não está disponível em todas as regiões de São Paulo. Apenas alguns bairros receberam a novidade: Vila Olímpia, Moema, Itaim Bibi, Vila Nova Conceição e Jardim Luzitânia, todos na zona sul da capital. 

Além disso, para evitar acidentes, a empresa criou um site com dicas de seguranças para seus usuários. Como por exemplo: respeitar as normas de trânsito, estacionar com responsabilidade, frear com atenção e sempre ficar alerta. Além de tudo, outra novidade pode chamar atenção do público. O Uber, fez uma parceria exclusiva com a Centauro e oferece 40% de desconto em capacetes, para usuários do app. Deixando claro que a segurança vem sempre em primeiro lugar. 

Ruddy Wang, diretor de Novas Modalidades na América Latina do Uber destacou o principal motivo para o novo investimento: “Planejamos a operação para que os patinetes do Uber sejam uma ótima opção para aqueles deslocamentos mais curtos, de forma a incentivar que os veículos elétricos sejam usados para complementar o transporte público e driblar o trânsito”. finalizou. 

Privacidade