Categorias e Tags: A importância do uso no blog de sua empresa

Antes do WordPress, o uso de tags e categorias dentro de um blog não era uma prática tão comum. Os visitantes faziam uma busca por todo o site se quisessem encontrar algum conteúdo específico. Às vezes essa longa busca não alcançava um resultado. O WordPress popularizou essa ferramenta e atualmente é o CMS (Sistema de Gestão de Conteúdo) mais utilizado no mundo, estando presente em 1 a cada 3 sites.

Entender como as tags e categorias funcionam dentro de um blog é fundamental para que sua marca possa se posicionar estrategicamente. Contudo, muitas pessoas não sabem a diferença entre esses dois termos e acabam alimentando seu blog de forma pouco funcional.

Nesse artigo você vai entender a diferença entre tags e categorias e como utilizá-las de maneira mais adequada.

Qual a diferença entre categorias e tags?

As categorias e as tags possuem um objetivo em comum: manter seus artigos mais organizados e acessíveis dentro de seu site. Apesar de possuírem funcionalidades complementares, quando se fala em visibilidade, SEO e relevância dentro dos mecanismos de busca, as duas operam de maneiras diferentes. 

Categorias 

As categorias servem para classificar seus posts dentro de um assunto específico. Se, por exemplo, você possui um blog sobre marketing, ele poderia contar com categorias como métricas, estratégias, campanhas, dentre outras inúmeras temáticas. Dessa forma, quando um leitor acessa seu site, ele não precisa fazer uma grande busca até encontrar o que deseja.

Em alguns casos, alguns assuntos são mais amplos e possuem subdivisões que podem ser alocadas em mais de uma categoria. É a partir daí, que entram as tags.

Tags

Tag, em inglês, quer dizer etiqueta. Logo, a funcionalidade de uma tag é “etiquetar” diferentes assuntos dentro de um determinado tema. Ou seja, enquanto as categorias dizem respeito ao tema abordado, as tags dizem respeito às suas subdivisões.

Se, por exemplo, você tem uma categoria “notícias” em seu blog, a classificação de uma postagem ficaria disposta da seguinte forma:

Post: “Nova vacina contra o Coronavírus chega ao Brasil nesta quinta-feira”.

Categoria: Notícia

Tags: Saúde, Coronavírus, Vacina

O visitante verá o post na área de notícias, e através da tag “Coronavírus”, poderá se redirecionar a postagens somente sobre esse assunto.

As categorias e tags no SEO

Apesar de uma boa estruturação de categorias e tags te ajudarem a ser encontrado mais facilmente nos mecanismos de busca, ainda é necessário que seu conteúdo seja direcionado ao SEO para que suas chances aumentem ainda mais. Usar títulos interessantes, palavras-chave, links internos são algumas práticas que podem te ajudar.

É fundamental contar com uma estratégia no momento da criação de tags e categorias no seu blog, pois uma marcação ou classificação indevida pode gerar um conteúdo duplicado, o que contabiliza negativamente no ranking dos mecanismos de busca. 

Conclusão

De pouco adianta criar um conteúdo de relevância para o seu blog se você não usa boas estratégias. A experiência do usuário ao encontrar seu conteúdo deve ser positiva. Com esse mesmo intuito, os mecanismos de busca devem direcionar os visitantes ao seu site. Por isso, implante as tags e as categorias de forma bem-orientada e tenha números e resultados mais efetivos em suas postagens.

Para mais conteúdo sobre marketing digital, acesse nosso blog!

Privacidade