Como a internet transformou os 4 Ps em 4 Cs?

No marketing tradicional eram trabalhados conceitos chamados de 4 Ps, que eram basicamente, Produto, Preço, Ponto de Venda e Promoção. Esse modelo consistia em fazer uma pesquisa de mercado e descobrir os desejos e necessidades dos consumidores e só a partir dessa análise desenvolver o produto

Já para definir o Preço de Venda, as empresas faziam a precificação. Isso era feito baseado no custo do produto, na concorrência e no valor para o cliente. A empresas tinham em mente que a disposição dos consumidores em pagar certo preço pelo produto era a maior contribuição que poderiam dar nesse processo. 

 Após decidirem o produto e o preço, as empresas precisavam escolher como oferecer, ou seja, o Ponto de Venda e qual Promoção estavam dispostas a fazer. Em primeiro lugar, o produto deveria ficar acessível e convenientemente disponível aos consumidores. Os clientes deveriam ser comunicados da presença do produto mediante diferentes métodos, como publicidade e promoção de vendas. 

O que causou a mudança desse cenário? 

 Com a democratização do uso da internet, e aumento das redes sociais o mix de marketing ou os 4Ps foram reformulados e definidos como os 4 Cs. Que são Cocriação (Co- creation), Moeda (Currency), Ativação comunitária (Communal Activation) e Conversa (Conversation)

 Na economia digital o processo de criação do produto sofreu alterações. Os consumidores participam de forma ativa. Através da cocriação os clientes têm um envolvimento com a marca desde cedo. O que permite que os produtos sejam customizados e personalizados, melhorando assim a taxa de sucesso e aceitação do produto.   

Nessa era digital, o preço é igual à moeda, que flutua em função da demanda do mercado. O conceito de precificação, portanto, sofre também modificações. Atualmente, varejistas on-line, por exemplo, coletam uma enorme quantidade de dados. Isso permite oferecer preços segmentados por públicos e datas distintas.

Esse tipo de precificação dinâmica permite que as empresas otimizem a rentabilidade ao cobrar de clientes distintas de maneiras diferentes, com base no padrão do seu histórico de compras.

Consequentemente, o ponto de venda e a forma de promoção de vendas também foram modificados. Hoje, o conceito de distribuição mais potente é a distribuição ponto a ponto. Em um mundo conectado, os consumidores desejam acesso imediato ao produto e serviços. O que é viável apenas se existirem pessoas bem próximas oferecendo essas atividades. Essa é a essência do que chamamos de ativação comunitária.

Antigamente, o conceito de promoção sempre foi uma relação unilateral. As empresas enviando mensagem aos consumidores que se posicionavam como um público passivo. Com a popularização das redes sociais o consumidor consegue reagir de forma positiva ou negativa ao receber essas mensagens e se posicionar como defensores da marca

Entender essas mudanças pode ser muito positivo para a sua empresa!

Em resumo, com os 4 Cs, as empresas possuem uma grande chance de sobreviver e manter a competitividade na era digital. Entretanto, é preciso aceitar que os paradigmas de venda mudaram. Em um mundo ativo, o cliente tanto quanto a empresa agem de forma ativa e a dica é que o posicionamento da empresa nesse processo seja o mais transparente possível.

Para mais textos, acesse nosso blog!

Até logo!

Privacidade